Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Embora para muitos a salicórnia ainda seja uma erva ilustre desconhecida, considerada mesmo uma erva daninha ou praga, é certo que em alguns países da Europa tem o estatuto de gourmet e e é utilizada por Cozinheiros em restaurantes de luxo como substituto do sal em saladas ou mesmo em pratos mais complexos, como produto fresco ou em conserva.

A salicórnia, também conhecida por sal verde ou espargos do mar, é uma erva que cresce normalmente nos sapais (salinas), sendo altamente tolerante ao sal, com a particularidade de ser salgada.

Na Ilha dos Puxadoiros, em plena Ria de Aveiro, onde podemos encontrar um ecossistema propício ao desenvolvimento desta planta com um sabor altamente salgado, desenvolve-se um sistema de cultivo sustentável de salicórnia que em breve será alargado a outras plantas do género, com intuito de conseguir rentabilizar e conservar os recursos existentes nas salinas desta região.

Para além das potencialidades gastronómicas da salicórnia, esta tem, ainda, um papel fundamental na prevenção de algumas doenças: “A planta, rica em iodo, fósforo, zinco e vitaminas A, C e D, já é referenciada em estudos científicos internacionais por conter características antioxidantes, antitumorais, diuréticas e até estéticas

 

013.JPG

 

Ingredientes:

300gr Pão de boa qualidade em pequenos pedaços

1 Kg de Mexilhão

100ml Vinho branco

1 Cebola finamente picada

2 Dentes de alho finamente picados

1 Chouriço de porco bísaro em finas rodelas

2 Mão cheias de tomate cereja cortados ao meio

1 Mão cheia de caju tostados e picados grosseiramente

3 Limas

Raspa de 1 lima

Rama de funcho

Salicornia

Coentros

Salsa

Azeite

Pimenta preta

1 Malagueta vermelha picada

Sal

Preparação:

1 - Numa frigideira com um generoso fio de azeite adicione o pão e salteie até ficarem dourados e estaladiços (reserve)

2 - Leve ao lume uma panela vazia e tapada, quando bastante quente adicione os mexilhões, regue com o vinho branco, tape e deixe cozer ao vapor até os mexilhões abrirem, escorra reservando o liquido. 

3 - Para o molho, faça um puxado com a cebola, o azeite e o alho, junte as rodelas de chouriço, 1 mão cheia de salicornia, pimenta preta e deixe ganhar cor, acrescente os tomates cereja e deixe apurar 10 minutos em lume brando.

4 - Acrescente aos croutons o caju tostado e picado, a raspa de 1 lima, um punhado de coentros escolhidos e picados grosseiramente, Folhas de salsa finamente picadas, a malagueta picada e regue com azeite virgem extra. (se não conseguir arranjar salicornia, acrescente flor de sal).

5 - Num recipiente bonito coloque os mexilhões, acrescente sumo de 1 limão, rama de funcho finamente picada, coentros escolhidos picados grosseiramente e alguns croutons, acrescente o molho de tomate e chouriço e mais uma camada de croutons, decore com gomos de lima e divirta-se...

Malagueta Man

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De susana a 29.04.2014 às 10:20

Um petisco que eu muito aprecio!

Comentar post



Miguel Oliveira

foto do autor



Tags

mais tags